76 candidatos que sujaram a cidade serão multados pelo TRE e Prefeitura

 Segundo levantamento feito pela Justiça Eleitoral, setenta e seis candidatos do pleito foram identificados como responsáveis por sujar a cidade de Manaus, 60 escolas tiveram material jogado nas ruas. Entre eles identificados estão nomes como Bosco Saraiva, Henrique Oliveira, Platiny Soares, Marcelos Ramos e Wanderley Dallas.

O desembargador João Simões, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM),afirmou que não é possível mais, com tantos meios de divulgação de campanha, ainda “ter que assistir, indignados, a pobreza e o impacto negativo da poluição” provocada por candidatos que a capital no primeiro turno das Eleições Gerais de 2018.

Serão aplicados processos criminais e civis contra os notificados e autuados pelo crime de boca de urna, da propaganda eleitoral no dia da eleição, ambiental e de poluição.

Na próxima reunião da sessão do Pleno do TRE-AM, na quarta-feira (10), a pauta de julgamento trará os autos lavrados contra os candidatos aplicados pelas Secretarias Municipais de Limpeza Pública (Semulsp) e Meio Ambiente (Semmas), além dos juízes da Propaganda Eleitoral.

“Os custos com a limpeza da cidade serão repassados aos responsáveis, que além de sujarem a capital, descumpriram a legislação eleitoral”, falou Simões.

A legislação estabelece que, no dia da eleição, é crime, sujeito à pena de detenção de seis meses a um ano e multa de R$ 5.320,50 a R$ 15.961,50, a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos ou candidatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close